segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Fã de planta, sim! - Deixando a casa mais verde



Quando eu morava com meus pais não me interessava nem um pouco por plantas. Minha mãe tinha várias mas regá-las não era minha prioridade. Então eu me mudei, fui morar com o Pedro, e parece que casa virou sinônimo de floresta pra mim. Na verdade tudo começa com uma primeira planta, né. Você compra, coloca perto do janelão ou do lado do sofá, e toda vez que você senta ou passa por ali, aquilo te traz uma paz, sabe? Rola um bem estar. É aconchegante ter plantas em casa, ter a natureza morando com você. E confesso que adoro tocar e sentir o cheirinho da terra quando estou transportando uma muda de vaso.

E em busca desse aconchego e dessa paz posso dizer que virei uma acumuladora de plantas! De um jeito bom, claro. E digo acumuladora porque não consigo ficar um mês sem comprar uma mudinha qualquer. Com um canteiro do lado do meu trabalho não está sendo muito difícil acumular plantas.

Foto Instagram @vallenat
Algumas amigas sempre me perguntam como manter as plantas delas vivas. Não sou nenhuma expert no assunto, e hoje, com a internet, esse tipo de pesquisa ficou beeem mais simples. Dá para perder uns 15 minutinhos pesquisando sobre a planta que você quer, ou tem, pra saber se ela é fácil de cuidar. 

Cactos e Suculentas são os primeiros da lista! São plantas que não precisam de muita rega, ou seja, você pode deixar ali bem quietinho, deixando sua casa mais verde, e só regar uma vez por semana ou de 15 em 15 dias. Também adoro Jibóias! É uma planta pendente e que pega com grande facilidade. Basta você colocar uma mudinha na terra e pronto, vai crescer e ficar linda. Ela gosta de água e calor, então basta regar duas vezes por semana, aumentando a rega durante o verão e diminuindo no inverno. 

As Espadas de São Jorge também são ótimas opções. Além de proteger a casa e purificar o ar, é uma planta bem resistente e que você pode regar de 20 em 20 dias. A minha fica em cima de uma estante que dá vista para a porta. Entrou, ela tá ali protegendo a casa. ❤

Enfim, há uma lista de plantas que não vão te dar muito trabalho, que você não vai matar, e que vão deixar sua casa bem mais verde e aconchegante. Ah! E uma coisa muito importante, se você tem pets em casa, pesquise sobre a planta antes, pois algumas, como a jibóia e a espada de são jorge, são tóxicas para os animais.

Vem ver algumas inspirações, do Pinterest, claro, pra te incentivar a deixar sua casa bem verde, como uma floresta doméstica! :D 



quinta-feira, 30 de março de 2017

Tendência Cabelística de Cor: Blorange

Ai gente, adoro cabelos. Adoro mudar meu cabelo! Tenho um desapego enorme com ele. Já raspei, já fui loira platinada, ruiva, pintei de preto, deixei suuuper comprido, mega curtinho. Já até fiz um post sobre minha saga cabelística, mostrando um pouco do já fiz, e que não dá nem pra contar nos dedos. E agora, pra alimentar ainda mais essa minha obsessão em mudar, aparece o Blorange

Desde o começo desse ano a cor, que é uma mistura de loiro + ruivo + rosa em uma tonalidade pastel bem fofa, vem dando o que falar. Parece um rosinha desbotado, né? Ou até mesmo um ruivo desbotado. Só sei que é linda demais, que já ganhou um espaço especial no meu coração e eu quero. Tendências de beleza vem e vão. Algumas eu gosto e outras nem dou atenção - rimei sem querer. Mas essa... ♥ 



Essa cor fica bem em todo mundo que gosta de mudar a cabeleira. - Vamo esquecer esse papo de que não tenho mais idade pra isso, né? Meu bem, o que você quiser fazer, se vai te fazer se sentir linda, faça. - Fica lindo no cabelo todo e com a raiz mais escura, o que é mais fácil de manter, já que não exige tantos cuidados como um cabelo colorido até a raiz. Lindimais, né? Confesso que tô coçando os dedos e contando os dias porque, MEUBEM, vou pintar! 

E você, tá pensando em fazer também? Então #ficaadica, invista em shampoos para cabelos coloridos, que podem ajudar a manter por mais tempo a cor, e lembre-se sempre de hidratar e nutrir bastante os fios. 

Vem ver inspirações reais e lindas. ♥ 


segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Viajando - Visconde de Mauá, Rio e Minas

Não estou de férias (leia-se em lágrimas) mas consegui tirar dois dias antes do Natal, quinta e sexta, o que foi ótimo porque aproveitamos para ir à Visconde de Mauá, uma viagem que já estávamos planejando há um tempinho. Pedro já tinha ido diversas vezes mas eu não conhecia, nem Luninha, então fomos os 3 e foi tudo bem gostoso!

Levamos 3h pra chegar. Lá é meio Resende, meio Itatiaia, algo assim, só sei que tudo é fronteira com Minas Gerais. Se você atravessa a ponte está em Minas. E claro que eu adorei esse fato e toda hora fazia piadinhas do tipo: "Olha, estamos dormindo em Minas... Tomando banho de cachoeira no Rio..." e coisas do tipo, haha. 

Sorry pelas fotos de celular. A câmera dele é beeem boa (Moto X Play), mas não é nenhuma Nikon. E nossa Nikon está com a lente quebrada. :(


Ficamos hospedados na Pousada Sítio da Ponte, que fica localizada na Estrada Mauá-Maromba, no km 4,5 e bem pertinho da cidade de Maringá, tanto Maringá RJ como Maringá MG. Escolhemos essa pousada porque eles aceitam animaizíneos e não queríamos deixar a Luna em casa sozinha (prazer Luninha). O lugar é incrível. A pousada tem um espaço excelente, cercada de natureza e com o rio beirando uma grande parte dela. O café da manhã está incluso, e bolinhos de chuva e queijo minas são garantidos! Não é o tipo de pousada que só tem lugar pra dormir. Se você for passar uns dias lá e ir com uma galera dá pra fazer churrasco, tem piscina, rede de vôlei, enfim, é tudo bem bacana! Os quartão não são quartos, mas sim chalés, ou seja, você fica dentro da "sua casinha" durante todos os dias que estiver hospedado. O nosso tinha direito a sofá, mesinha, closet, varanda na frente e nos fundos... Sério, dava vontade de morar lá!









Achei Mauá uma delícia! São cachoeiras e riachos tranquilos onde você pode entrar e tomar aquele banho gelado pra lavar a alma. Dá pra fazer boia cross, andar a cavalo, fazer tirolesa, e vários outros tipos de aventuras. E super vale a pena conhecer a Cachoeira do Escorrega, onde todo mundo pode escorregar por onde a água desce formando a cachoeira. Na cidade você encontra todo tipo de artesanato e consegue comer barato e caro, tudo depende da sua vontade. Tem pizzaria, lugares pra comer fondue, e não pode deixar de ir à Parada do Pastel

À esquerda é a Cachoeira do Escorrega, onde a galera senta lá em cima e desce escorregando pela pedra. E à direita é uma das cachoeiras do Vale do Alcantilado, que é um passeio bem gostoso de fazer. São 9 cachoeiras em um terreno particular onde você paga uma bagatela de R$16 pra fazer a trilha e visitar todas elas. Em umas você consegue entrar e tomar um banho geladinho, e em outras nem tanto, ainda mais pra quem tem um certo medinho, como eu. Mas o passeio vale super a pena! Eles só não deixam entrar animaizíneos. :(



Pra quem adora verde, natureza e tudo o mais, é um passeio delicioso. A cidade é pequena e não tem muita coisa pra fazer mas é ótimo pra descansar e lavar a alma nas cachoeiras. Pretendemos voltar! Se alguém tem dicas de mais lugares pra visitar em Mauá, deixa aqui que vou anotar tudinho. :*